Mono


"Eu preciso que você traga de volta a alma dela"

Mono é a motivação de Wander para os eventos do jogo. Ela foi morta por causa de uma profecia que condenava seu futuro como amaldiçoado, o que levou a Wander roubar seu corpo, a Ancient Sword e partir para as Forbidden Lands para ressuscitá-la.

Aparência


Uma mulher jovem de pele branca e cabelos lisos e escuros. Ela usa um longo vestido branco com mangas compridas e padrões desenhados, mas está descalça. Nenhum ferimento ou marca de sangue é visível em seu corpo e não mostra nenhum sinal de decomposição.

História

"Ela foi sacrificada por ter um destino amaldiçoado"

Wander e Mono eram um jovem casal e faziam parte do povoado de Emon. Porém, uma profecia revela que o destino de Mono contém uma maldição e ela é sacrificada, possivelmente pelo Lord Emon.

Mas Wander não se conforma, rouba o corpo de Mono, a Ancient Sword e parte para as Forbidden Lands a fim de ressuscitá-la.


"Almas uma vez perdidas não podem ser recuperadas... Não é esta a lei dos mortais?
Com esta espada, entretanto... isso pode não ser impossível"

Wander chega nas Forbidden Lands com o corpo de Mono envolto em um manto, e ao chegar na Shrine of Worship a coloca sobre o altar. Dormin se manifesta e diz que é possível recuperar a alma da donzela, explicando o que é necessário para o ritual.

Mono permanece no altar durante o jogo e a cada colosso morto uma pomba aparece ao redor do seu corpo, em contraste com as sombras ao redor do corpo de Wander. Ao derrotar Kuromori, Mono aparece em sonho para Wander, onde ela se levanta do altar, mas Wander acorda antes de alcançá-la.


"Teu desejo é quase concedido"

Enquanto Wander mata o último colosso e o ritual se completa, Lord Emon e seus soldados chegam na Shrine of Worship e encontram o corpo de Mono no altar, assim como os ídolos destruídos. Ao vê-la, Emon se aproxima do altar e começa a fazer um feitiço sobre seu corpo, mas antes de terminar Wander aparece e Emon interrompe o feitiço.

Após os acontecimentos entre Dormin e Emon, Mono é finalmente ressuscitada. Ela se levanta do altar confusa e olha o local. Logo após ela encontra Agro, Wander como bebê e juntos eles sobem para o Jardim Secreto.

Profecia auto-realizável

A profecia sobre o destino amaldiçoado de Mono acaba sendo uma profecia auto-realizável, que se realiza justamente por ter sido prevista. Seu sacrifício é realizado para evitar a maldição, mas dá início aos acontecimentos do jogo, que tiveram consequências trágicas.

A primeira tragédia que pode ser a maldição da profecia é a ressurreição de Dormin. A morte de Mono fez com que Wander se entregasse a Dormin e se transformasse no seu hospedeiro. Porém com os acontecimentos do final Dormin é selado novamente, então Dormin só foi liberto por alguns momentos.

A segunda tragédia é dar início à linhagem de garotos chifrudos. Ao final do jogo Wander carrega esse fragmento da maldição e no futuro criaria uma descendência de garotos com chifres, o que chegou até Ico sendo considerada uma raça amaldiçoada.

A última tragédia, que faz parte de uma especulação, é que ela se transforme na Queen. Quando Dormin se manifesta fisicamente apenas a voz masculina é ouvida, enquanto a voz feminina, ouvida no resto do jogo, desaparece. E ao se levantar, Mono possui pequenos fios negros em volta dos seus pés, o que pode simbolizar uma energia de Dormin.

Isso possivelmente simboliza que Dormin transferiu apenas a parte masculina para Wander, mas a parte feminina para o corpo de Mono. Com o tempo ela tomaria conta do corpo de Mono, transformando-a na Queen e através do ritual de troca de corpo chegaria até a história de Ico com outra aparência.

Relação com os outros personagens


Wander
Seu amado antes de ser sacrificada. Porém não vemos sua interação com Wander, pois o único momento em que ela o encontra ele já está transformado.

Agro
Mono acaricia Agro ao vê-la na Shrine of Worship. Agro também demonstra algo ao se aproximar do corpo no altar. Como Wander já possuía Agro, Mono provavelmente a conhecia.

Lord Emon
O xamã do seu povoado. Possivelmente ele foi o responsável pelo seu sacrifício, pois geralmente isso é feito pelo xamã do povoado, mas não há nenhuma evidência.

Dormin
Mono não chega a conhecer Dormin, mas é ressuscitada por ele.

Habilidades

A cada colosso morto, é possível ouvir Mono se comunicando com Wander. Nas primeiras vezes é possível ouvir apenas uma respiração, mas com mais colossos sendo mortos podemos ouvir sua voz mais claramente.

Não há legendas para essa voz, mas no artbook é revelado que ela está tentando conter Wander. Isso significa que ela sabe das consequências dessa missão e não quer que Wander continue com isso.



0 comentários: